Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies


Notícias

Laboratório de Implantação Iônica (UFRGS) vira lab multiusuário da FINEP.

quinta-feira, 1 de abril de 2021 14:41

Laboratorio de Implantacao Ionica

Laboratorio de Implantacao Ionica

Em janeiro deste ano, o Laboratório de Implantação Iônica (LII) (UFRGS), que faz parte da rede do Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies, tornou-se um laboratório multiusuário da FINEP. 

Conversamos com o Prof Pedro Grande (UFRGS), coordenador geral do LII e membro do comitê gestor do Instituto, sobre o impacto desta novidade:

O que muda para o LII?
1) Segurança na manutenção da nossa  infraestrutra por um período de 4-5 anos. 
2) A aquisição de um equipamento de espectroscopia de massa bidimensional que permitirá analisar substâncias orgânicas e obter mapas 2D, com resolução micrométrica.

E o que muda para a comunidade interessada em usar os equipamentos do lab?
A capacidade de análise elementar que já temos será estendida para análises de moléculas de baixo peso molecular.

Quem pode solicitar uso da estrutura multiusuária?
Qualquer pesquisador doutor que tenha o projeto de pesquisa aprovado no site do laboratório: https://www.ufrgs.br/lii/.

Como solicitar o uso da infraestrutura?
O projeto tem que ser submetido no site https://www.ufrgs.br/lii/. Existem instruções na wiki do laboratório e 
em https://www.ufrgs.br/lii/docs/tutorial_implantador.pdf

Como funciona o uso da estrutura multiusuária? Tem um técnico que faz as medidas ou o interessado deve fazê-las pessoalmente?
Depende da complexidade da medida. O melhor é entrar em contato com um dos pesquisadores do laboratório listados na wiki do laboratório

A estrutura está aberta na pandemia?
Não, está fechada.

O uso da estrutura é pago?
Não é pago, se houver colaboração com algum dos pesquisadores do laboratório. Outros casos são analisados a parte, dependendo do número de medidas e complexidade das análises. 

O que a estrutura multiusuária do LII tem a oferecer para a comunidade de ciência e engenharia de superfícies?
1) Quantificação de elementos próximos a superfície do material. Estequiometria.
2) Quantificação da massa de moléculas aderidas a superfície do material.
3) Distribuição de elementos dentro do material.
4) Análise de superfície  - direções cristalinas em filmes cristalinos ultra-finos.
5) Análise e caracterização de nanopartículas aderidas a superfície do material.
6) Modificação de materiais com feixe de íons (implantação de impurezas e irradiação)

Fonte: Gerência de Comunicação do Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies

Adicione aos seus favoritos e compartihle


Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies O Instituto, Serviços, Faça Parte, Fale Conosco

Engenharia de Superfícies Notícias, Artigos e Patentes, Midiateca, Eventos, Blog

Creative Commons License Conteúdo licenciado pelo Creative Commons

O Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies é um dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) do CNPq

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

O Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies, um dos INCTs do CNPq, reúne e articula em nível nacional os melhores recursos humanos e de infraestrutura em engenharia de superfícies. O instituto propõe uma estreita colaboração entre grupos de pesquisa e sistemas produtivos a serviço do crescimento sustentável do Brasil pela via da inovação tecnológica.

Desenvolvido por TUA Tecnologia